Churrascão 2022: A carreira indefectível da banda inabalável de Belo Horizonte

Por Carolina Marçal
Sociocultural
5 de março de 2022

O Skank é a principal atração do Churrascão 2022 e promete trazer as melhores canções do repertório desses 30 anos de carreira

Que mineiro e amante do futebol já não cantou a plenos pulmões a música que romantiza muito bem o esporte? Ou quem nunca usou a letra “Vou deixar… a vida me levar pra onde ela quiser….” para definir um momento único que estava/está vivendo?

Isso porque só foram citadas duas músicas da banda que encanta seu público desde 1991. Com certeza você já escutou, dançou e se emocionou com uma das centenas de canções que preenchem o repertório dos 14 álbuns do Skank. E não importa a idade que tenha, você sabe cantar ao menos uma música deles! A atração principal do nosso Churrascão 2022, no dia 19 de março de 2022, promete emocionar o público com hits que marcaram uma geração.

Mas, se engana quem pensa que o Skank fez sucesso apenas entre os mineiros. Em 2008, no Rock in Rio de Lisboa, a banda embalou uma multidão de 74 mil pessoas, aproximadamente, ao som de “Mil Acasos”, “É uma partida de Futebol” e “Balada de um amor inabalável”. O show ainda teve um visual, sem querer, colorido e especial ao misturar as bandeiras e camisetas do Brasil com os cachecóis, camisetas e bandeiras das cores de Portugal.

Foto: Divulgação/Skank

Dois anos mais tarde, em 2011, o grupo mineiro se apresentava em outro palco do Rock in Rio, só que dessa vez em solo brasileiro, no Rio de Janeiro. E, dessa vez, mais de 100 mil vozes ecoaram os principais sucessos do Skank, como “Três Lados”, “Acima do Sol”, “Ainda Gosto Dela” e mais 10 músicas que fizeram o chão do evento tremer, literalmente. Samuel Rosa, vocalista da banda, ainda nos palcos, declarou ao público: “Uma noite esplendorosa que ficará gravada para sempre na nossa memória”.

Dez anos depois dessa noite histórica, uma das bandas mais marcantes de Minas completou 30 anos de estrada, arrastando multidões por onde passou e conquistando fãs do Oiapoque ao Chuí. Só que vai além! Ao longo desses anos, o Skank protagonizou shows na Bélgica, Espanha, Argentina, Chile, Suíça, Dinamarca, Portugal, Estados Unidos, França e Alemanha.

O início de tudo

O ano de 1991 marcou o ponta pé inicial de quatro -até então desconhecidas – promessas da música brasileira: Samuel Rosa (guitarra e voz), Henrique Portugal (teclados), Lelo Zaneti (baixo) e Haroldo Ferretti (bateria). Com o intuito de transportar o clima do dancehall jamaicano para a tradição pop brasileira, os quatro músicos de Belo Horizonte, Minas Gerais, não imaginavam o quão gigante eles seriam ao formar a banda Skank.

Em 1993, de forma independente, foi gravado e lançado o primeiro álbum que levava o nome do grupo. Com 11 canções compostas majoritariamente por Samuel Rosa, o disco vendeu mais de 250 mil cópias. O sucesso rápido chamou a atenção da poderosa Sony Music. No ano seguinte, eles já estavam gravando o segundo álbum.

O disco nomeado Calango vendeu mil e duzentas cópias e contou com a participação de Gauguin e Dudu Marote. O fato curioso da álbum é que, na capa, quem veste a fantasia criada especialmente para as comemorações dos jogos do Brasil na Copa do Mundo é o baixista Lelo Zaneti. No ábum é a primeira vez que ouvimos a canção “É Proibido Fumar”.

Em 1998, tamanho era o sucesso da banda, que eles foram convidados para representar o Brasil na gravação do disco oficial da Copa do Mundo que aconteceu na França naquele ano, “Allez! Ola! Olé!“. Ao longo dos 10 primeiros anos da banda, o sucesso foi se tornando inevitável e grandes canções do repertório, que parecem não envelhecer, já estouravam como grandes hits nacionais. É o caso de “Te Ver”, “Jackie Tequila”, “Garota Nacional”, “Saideira”, “É uma partida de futebol” e muitos outros.

De 1993 a 2001 foram lançados seis discos. Sendo que o 3° deles, “O Samba Poconé”, foi o responsável por deslanchar a carreira internacional do grupo.

As premiações e o grande espetáculo no Mineirão

Ao longo dos anos, o Skank colecionou uma quantidade incrível de premiações que concretizaram o sucesso da banda ao longo desses anos:

🔺Prêmio Leão de Ouro – Festival de Publicidade Cannes, 2011 (“SkankPlay”).

🔺 Grammy Latino – Melhor Álbum Brasileiro de Rock – Cosmotron (2004).

🔺 Premio Ondas – Grupo Revelação Latino (1997).

🔺 MTV Video Music Brasil – Escolha da Audiência com “Garota Nacional” e “É Uma Partida de Futebol” (1996 e 1997, respectivamente); Clipe do Ano com “Mandrake e os Cubanos” e ” Sutilmente”(1999 e 2009, respectivamente); Clipe Pop in com “Garota Nacional”, “É Uma Partida de Futebol”, “Mandrake e os Cubanos”, “Três Lados”, “Dois Rios” e “Vou Deixar” (1996, 1997, 1999, 2000, 2003 e 2004, respectivamente); Edição com “É Uma Partida de Futebol” (1997) e Direção de Arte com “Saideira” (1999).

🔺 Prêmio Multishow – Melhor Cantor – Samuel Rosa (2010); Melhor Clipe (1995, 1997, 1999 e 2009); Melhor Música (2004 e 2005); Prêmio Melhor Iniciativa do Ano (2009); Melhor Grupo (1995); Melhor Show (2004) e Iniciativa de Mercado (2009).

🔺 Troféu Imprensa – Conjunto Musical (1996, 2004, 2006, 2008 e 2009); Melhor Música com “Garota Nacional” e “Vou Deixar” (1996 e 2004, respectivamente) e Prêmio Internet – Melhor Música “Vou Deixar” (2004).

No dia 19 de junho de 2010, ano em que o Mineirão, na Pampulha, em Belo Horizonte fechou os portões para as reformas realizadas visando a Copa do Mundo de 2014, o Skank gravou o CD, DVD e Blu Ray, “Multishow ao Vivo – Skank no Mineirão”, projeto da banda em parceria com a Sony Music e o canal Multishow. O evento teve seus ingressos esgotados dias antes e recebeu mais de 50 mil pessoas, que lotaram o Mineirão. Para a surpresa dos fãs, o espetáculo contou com a participação especial da cantora Negra Li, fazendo um dueto com Samuel Rosa na música “Ainda Gosto Dela”.

O disco traz ao todo 31 músicas, sendo 21 do roteiro do show, oito canções do BIS, além de duas versões em estúdio: as inéditas “De Repente” e a bonus track “Fotos na Estante”. O rock “Presença”, registrado no show, também integra o repertório do disco.

Turnê de despedida

Depois de quase 30 anos completos de carreira e muita estrada, o Skank anuncia sua despedida dos palcos como grupo. Em 2019 foi o ano do anúncio. E 2020 seria o ano da turnê de despedida para o grande público que o músicos mineiros conquistaram. Mas, a pandemia do coronavírus não permitiu que isso acontecesse. (detalhes e números da carreira)

De acordo com a própria banda, a Turnê de Despedida que finalmente está acontecendo em 2022 é para celebrar a história do Skank, encaixar todas as músicas tocadas durante sua história e tornar cada um dos shows um momento único e especial para cada fã. Ao longo dessas três décadas, foram cerca de 40 hit singles, 29 deles entre as 100 mais tocadas do ano no Brasil – muitas vezes defendendo sozinhas o pop-rock num mar de sertanejo universitário – , 25 em trilhas de novela, dois mega-hits que marcaram fases distintas e igualmente bem sucedidas do grupo (“Garota Nacional” em 1996 e “Vou Deixar” em 2004) e um número imensurável de fãs que sempre estiveram presentes nos shows e na carreiras dos quatro artistas.

A banda, juntamente com a assessoria, deixa uma espécie de convite misturada com carta, contando mais sobre a turnê e o que podemos esperar dela. Confira aqui.

Onde comprar ingresso para o Churrascão?

Se você ainda não garantiu o seu ingresso para o Churrascão 2022 ainda dá tempo! O setor Pista, que também é totalmente open bar e open food, ainda tem bilhetes disponíveis para compra tanto para sócios como não sócios. Acesse a Área do Usuário ou a Sympla, respectivamente para cada público, e não fique de fora dessa!

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Cadastre-se para receber todas as notícias da APCEF/MG:
Captcha obrigatório
Ocorreu um erro, atualize a página e tente novamente.
Cadastro realizado com sucesso, em breve receberá todas as notícias da APCEF/MG em seu e-mail!
Campo obrigatório.