Arraiá 2022: o inconfundível timbre e vozes de Bruno e Marrone

Por Carolina Marçal
Sociocultural
30 de junho de 2022

Arraiá 2022 já é essa semana! E nada mais agradável do que aproveitar este evento com muito chope, drinks, comidas e danças típicas, além do melhor da música, com os cantores Bruno & Marrone e Yasmin Santos, uma das maiores vozes femininas no estilo sertanejo.

E nos anos 2000, Bruno e Marrone viveram o auge da sua carreira, que começou alguns anos antes. Desde então, foi uma carreira com altos e baixos (mais altos do que baixos, é verdade), mas principalmente com grandes sucessos na voz marcante da dupla.

ANTES DA FAMA

Apesar de gerar bastante confusão, Bruno e Marrone não são irmãos. Esse nem é o nome verdadeiro deles. Vinícius Félix de Miranda, artisticamente conhecido como Bruno, nasceu em Goiânia, capital de Goiás, no dia 22 de abril de 1969. Já José Roberto Ferreira, artisticamente conhecido como Marrone, nasceu em Buriti Alegre, também em Goiás, no dia 09 de novembro de 1964.

Uma curiosidade sobre os nomes artísticos da dupla, quando foram escolher, ambos queriam ‘Bruno’, já que tinham um certo receio de que ‘Marrone’ virasse piada para o público e a dupla poderia perder a credibilidade.

Porém, antes da fama, Vinícius/Bruno trabalhava na farmácia que era dos pais, mas passava o dia tocando violão atrás do balcão. A mãe do cantor contou que Bruno mal conseguia carregar o violão direito e que ele aprendeu os primeiros acordes aos seis anos. Antes da fama, Bruno tentou formar uma dupla sertaneja com o primo chamada Vinícius e Ricardo, mas o projeto não foi para frente.

Por sua vez, José/Marrone cresceu em uma fazenda e era o típico “peão sertanejo”, andava a cavalo, passava as tardes à beira dos riachos e por ai vai. O artista trabalhava na lavoura com o pai, mas fugia das obrigações para praticar acordeon debaixo das árvores, que, inclusive, o primeiro foi ganho em uma rifa preenchida por seu pai. Marrone começou a tocar em barzinho aos 12 anos e até tentou formar dupla com o irmão, Régis e Ronaldo, mas, assim como Bruno, não deu certo.

O INÍCIO DE TUDO

Depois de algumas tentativas frustradas de entrar para o mundo sertanejo, Bruno foi convidado para se encontrar com a dupla Leandro e Leonardo e foi apresentado a Marrone na ocasião. De uma forma bem resumida, uma nova dupla de música sertaneja estava sendo formada e depois de muitos ensaios, era visível que os dois tinham futuro. No entanto, o nome Vinícius e Zé Roberto não estava dando muita repercussão e foi quando decidiram criar os nomes artísticos.

Depois de muitos anos tocando em eventos agropecuários e bares da região Goiânia, Bruno e Marrone conseguiram, enfim, gravar o primeiro LP, em 1994. Mas, já um ano antes, a dupla começou a ganhar notoriedade nos estados de Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Tocantins. Aos poucos, o timbre e as canções deles foram se espalhando pelo Brasil.

“Temos a certeza de que o nosso sucesso não é e nunca foi tardio. Precisávamos passar por tudo que passamos, para amadurecer e encarar com profissionalismo estar no primeiro escalão da música sertaneja”, enfatizou Bruno em uma entrevista.

O estilo de música, aliado as letras populares e humildes cantadas em um grande potencial vocal, renderam o status de clássico sertanejo. Prova disso é que entre 1999 e 2013, eles foram considerados os artistas mais tocados nas rádios do Brasil.

O grande auge da dupla aconteceu nos anos 2000 quando o vocal diferenciado, a qualidade no repertório e carisma da dupla passaram a cair no gosto do público, seja ele feminino ou masculino, de todas as classes e faixas etárias. O sucesso é tanto que Bruno e Marrone são detentores do recorde de público em uma só apresentação: 120 mil pessoas, em Brasília.

De 1994 a 1999, foram lançados cinco CD’s com grandes sucessos da dupla, como ‘Dormi na praça’, ‘Como ficar sem você’, ‘Favo de mel’ e ‘Vida vazia’. Já em 2001, foi gravado o primeiro DVD, em Uberlândia, Minas Gerais, e ganhou o nome de Acústico Ao Vivo.

O aumento da repercussão de Bruno e Marrone refletiu diretamente na quantidade de fãs que eles acumularam em todo o Brasil, um crescimento proporcional ao sucesso dos dois. Em um determinado momento da carreira, Marrone até chegou a comentar sobre o carinho do público. “Tem muito assédio. Não é porque a gente é bonito, em primeiro lugar (risos). mas, ainda bem que as pessoas têm um carinho por nós e por nossa música. Damos graças por Deus ter nos dado esse dom de cantar. Acho que o assédio também acontece por causa de nossas pessoas, procuramos ser simples, humildes, tentamos atender a todos, mesmo não conseguindo, por ser muita gente. Pedimos até desculpas por não conseguir atender a todos”.

Além de ter atenção com os fãs, a dupla sertaneja também é cuidadosa com a sua carreira. “Participamos de tudo que se refere a nossa carreira, desde a escolha do repertório até a estratégia de marketing para o lançamento. Temos a filosofia de que o gado só engorda com os olhos dos donos. Por isso, tomamos todos os cuidados para que nada seja feito sem o nosso aval”, contou Bruno, em entrevista.

CONQUISTAS E PREMIAÇÕES

🏅 2000: LP de 1994 é lançado como CD e vende mais de 500.000 cópias em poucos meses;

🏅 2001: “Bruno e Marrone Acústico” – Grammy Latino 1° DVD de ouro da história da música;

🏅 2001: CD “Acústico Ao Vivo” vende mais de 1,8 milhão de cópias e garante à dupla o Grammy Latino de 2002, na categoria ‘Melhor álbum de música sertaneja’ e seu 1° disco de diamante;

🏅 2001: “Dormi na praça” é premiada como música mais tocada nas rádios brasileiras em 2001;

🏅 2002: CD “Sonhos, Planos e Fantasias” recebe o disco de ouro da Associação Brasileira de Produtores de Discos (ABPD);

🏅 2003: álbum “Inevitável” vende 1 milhão de cópias e garante o 2° disco de diamante da dupla;

🏅 2005: a canção “Quer casar comigo?” recebeu o disco de ouro depois de três anos de lançamento pelos 50 mil downloads digitais pagos;

🏅 2006: o álbum “Sonhos, Amores e Sucesso” foi gravado para comemorar os 20 anos de carreira da dupla e leva o disco de ouro pela ABPD;

🏅 2006: CD e DVD “Ao Vico em Goiânia” garante disco duplo de platina após as 200 mil cópias vendidas;

🏅 2008: a canção “Choram as rosas” recebe disco de platina da ABPD pelos 100 mil downloads digitais pagos;

🏅 2010: a canção “Sonhando” recebe o disco de ouro pelos 50 mil downloads digitais;

🏅 2012: o DVD “Pela Porta da Frente” ganha disco de ouro com mais de 25 mil cópias de DVD’s vendidos.

ARRAIÁ 2022 NA APCEF/MG

O Arraiá 2022 acontece no próximo dia 02 de julho, a partir das 18h, na Sede Social de Belo Horizonte, na APCEF/MG. O evento tradicional e completo celebra essa época do ano, de São João, com muita música, comidas e bebidas típicas, além de muita quadrilha.

Esse ano, Bruno&Marrone e Yasmin Santos sobem ao palco para levar o melhor do sertanejo para o público.

Confira se seus vouchers estão disponíveis na área do usuário e confira aqui todas as informações do evento. Não fique de fora desse evento!

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Cadastre-se para receber todas as notícias da APCEF/MG:
Captcha obrigatório
Ocorreu um erro, atualize a página e tente novamente.
Cadastro realizado com sucesso, em breve receberá todas as notícias da APCEF/MG em seu e-mail!
Campo obrigatório.