Persistência e dedicação: prata no Mundial, atleta de Taekwondo desafia o acaso

Por APCEF/MG
Arquivo, Esporte, Transformando o Futuro
24 de julho de 2019

“Nenhum vencedor acredita no acaso”.  A frase proferida pelo filósofo alemão Friedrich Nietzsche ajuda a ilustrar a história de Vytor dos Santos de Assis, atleta de Taekwondo da equipe APCEF-CTE-UFMG, criada em parceria da Associação com a Universidade Federal de Minas Gerais. Aos 16 anos de idade, mostra com orgulho a sua mais recente conquista na modalidade: a medalha de prata no Mundial Escolar de Combate Games, representando a seleção brasileira. Organizado pela International School Sport Federation (ISF), a competição foi realizada em junho na cidade de Budapeste, Hungria.

O acaso na vida de Vytor começou em 2013, quando aos 10 anos resolveu praticar Taekwondo no Centro do Treinamento Esportivo da UFMG (CTE) com o objetivo de perder peso. Atualmente com 10kg a menos, e conquistas importantes na bagagem (foi o campeão brasileiro de Combate Games neste ano), o jovem não imaginava o rumo que a sua vida tomaria. “Nunca pensei em me tornar atleta, jamais passou pela minha cabeça”, diz Vytor.

Foto: Divulgação / ISF

A final na Hungria foi decidida nos detalhes. Veio a prata e a sensação de dever cumprido: “Foi a minha primeira experiência internacional e competi em alto nível técnico, de igual para igual. É muito boa a sensação de poder olhar para trás, e hoje enxergar a minha evolução física e técnica”, afirma o atleta.

Mas o que está credenciando Vytor a se tornar uma das promessas da modalidade no país? Para Cristiano Arruda, coordenador técnico da equipe de Taekwondo, não foi o acaso, e sim sua persistência e dedicação. “Ele é um claro exemplo de que a pessoa chega lá se tiver persistência. É um atleta que eu conto nos dedos quantas vezes faltou aos treinos”, relata.

Cristiano diz que Vytor é um dos poucos atletas que nunca parou de treinar. “Está conosco há seis anos, mas treina em alto rendimento há apenas um ano. Ele não passou pela faixa preta em categorias menores como infantil e cadete, igual a maioria dos atletas. Sua evolução nos surpreende pela maneira como chegou aqui.”, ressalta.

Foto: Jesus Filho/CBDE

Segundo o coordenador técnico, uma medalha internacional não era esperada neste ano, e o resultado surpreendeu a equipe do CTE. “Quando ele venceu o Brasileiro e se classificou para o Mundial, ajustamos todos o nosso planejamento técnico e tático para que ele chegasse na melhor forma possível na Hungria. O resultado foi acima das nossas expectativas, e estamos orgulhosos em saber que estamos no caminho certo”, enfatiza.

 

Equipe multidisciplinar diferenciada

O coordenador técnico do Taekwondo, Cristiano Arruda, observa os treinamentos

Ciência do esporte aplicada ao alto rendimento. Assim Cristiano define os trabalhos realizados no CTE/UFMG. “Por estarmos dentro de uma Universidade, temos à disposição uma equipe multidisciplinar atuante e preparada para atender nossos atletas nas áreas de Psicologia, Fisioterapia, Medicina e Nutrição Esportiva. É um diferencial do CTE”, ressalta.

Tão importante quanto aprimorar a parte física e tática, o acolhimento dos atletas na parte psicológica é um aspecto fundamental. Vytor é um exemplo de que, quando corpo e mente se encontram alinhados, tudo flui melhor. “O Taekwondo é a minha paixão, e não me vejo mais sem o esporte. Quando eu parar de competir, levarei para minha vida os ensinamentos da modalidade. Mesmo para uma pessoa que não treina em alto nível, os exemplos de persistência e dedicação podem ser levados para a vida pessoal e profissional”, explica.

Importância da APCEF/MG

O projeto Transformando o Futuro surgiu em parceria da APCEF/MG com a UFMG no ano de 2015. Atualmente, a Associação apoia duas modalidades: o Taekwondo e o Atletismo. “Talvez muita gente não saiba a importância da APCEF/MG no trabalho que desenvolvemos. É um apoio indispensável. Se não fosse pela Associação, não conseguiríamos levar vários atletas para disputar competições pelo Brasil e pelo mundo”, afirma Cristiano.

O alto rendimento é o principal objetivo do projeto Transformando o Futuro, mas o trabalho também possui um importante viés social. O CTE recebe crianças e adolescentes de todas as classes sociais, algumas delas em vulnerabilidade social. “É uma função social importantíssima. Nosso objetivo não é o de tirar jovens das ruas, mas a oportunidade de abrir as portas para pessoas que estão cumprindo medidas socioeducativas, como acontece em alguns casos, é gratificante. Só temos a agradecer pela APCEF/MG nos apoiar e também enxergar o esporte como ferramenta transformadora dos jovens e da sociedade”, finaliza.

Fique por dentro

➡️ A equipe técnica do Taekwondo é formada pelo coordenador técnico Cristiano Arruda, treinador Marcelo Barros e preparador físico Guilherme Loiola;

➡️ A próxima competição a ser disputada pela equipe é o Open Sudeste, que será realizada em São Paulo (SP) nos dias 26 e 27 de julho de 2019;

➡️ Cerca de 70 atletas treinam regularmente Taekwondo no CTE/UFMG, muitos de segunda a sábado. No atletismo, são cerca de 140 atletas;

➡️ É realizado também um projeto de iniciação infantil para crianças a parte de 7 anos;

➡️ Para saber mais sobre nossas equipes de Taekwondo e o Atletismo, e ficar por dentro das atividades, acesse o site: http://cte.ufmg.br/cte

Compartilhe
Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram
Deixe um Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Cadastre-se para receber todas as notícias da APCEF/MG:
Captcha obrigatório
Ocorreu um erro, atualize a página e tente novamente.
Cadastro realizado com sucesso, em breve receberá todas as notícias da APCEF/MG em seu e-mail!
Campo obrigatório.